A sustentabilidade do planeta

Com a constante evolução da ciência e aparecimento diário de novas e interessantes tecnologias o mundo caminha a passos rápidos, consequentemente o consumo de novos e interessantes produtos aumenta e muito o descarte de equipamentos ainda em boas condições de uso. A sede de possuirmos o que tem de mais moderno nos faz consumidores ávidos por novidades e tecnologias de ponta. Um grande desafio para a sociedade moderna é equilibrar esse avanço das modernidades com a sustentabilidade do planeta. Os ambientalistas entendem que a palavra chave para que possamos deixar para as gerações futuras um planeta melhor e com recursos naturais suficientes para a sobrevivência do homem é racionalizarmos a produção de bens, tornando- os mais duradouros. Para isso acontecer à qualidade do que fabricamos precisa melhorar e muito, a frase de que hoje em dia quase tudo é praticamente descartável precisa ser mudada e um conceito mais apurado de participação efetiva da população precisa ser trabalhado. Na atualidade, os jovens desde muito cedo são acostumados pelos pais a terem celulares de última geração, tablets, computadores sofisticados e uma infinidade de modernidades que em tese deveriam melhorar a qualidade de vida, porém na prática não é bem isso que vemos. A comunicação entre as pessoas no âmbito pessoal esta cada vez mais comprometida, vejo um exemplo em um intervalo de aula nas escolas. Lá observo vários alunos em cantos diferentes se comunicando com seus colegas eletronicamente. Isso também se vê corriqueiramente em bares, restaurantes e até nas mesas de refeições das famílias. A ciência não pede passagem, porém nós seres humanos precisamos ordenar o uso das modernidades para que não tenhamos um mundo caótico a curto prazo. A sustentabilidade do planeta deve ser preocupação de todos, as ações para a busca desse equilíbrio deve partir dos educadores, ser levada aos educandos e que essa comunidade possa trabalhar em termos de reeducação da família. As riquezas e recursos naturais não podem e não devem ser usadas indiscriminadamente, pois se não realimentarmos a natureza com os cuidados necessários poderemos ter escassez de matéria prima e insumos básicos. Caso isso ocorra de nada vai adiantar nosso desenvolvimento tecnológico. Voltemos nossos pensamentos para nos organizarmos em todos os segmentos da sociedade e formarmos profissionais tecnologicamente mais comprometidos com a sustentabilidade do planeta. Já que a necessidade de criarmos essas novas situações é latente e será de grande importância para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Produção e Consumo Sustentáveis, Redução dos Impactos Ambientais, Geração de Trabalho, Emprego e Renda e Educação Ambiental são ações básicas para alcançarmos em níveis aceitáveis a sustentabilidade em nosso planeta, projetando uma possibilidade de vida melhor para as gerações futuras.

                                                                                                                                                                                                                                     Fortaleza 15 de março de 2014.

                                                                                                                            Danilo Ramos