Desmatamento: Questão de Conscientização

O desmatamento é um processo de devastação da vegetação nativa de uma região e pode provocar sérios danos a natureza. O mau uso dos recursos, a poluição e a expansão urbana são alguns fatores que devastam ambientes naturais e reduzem o número de habitantes das espécies. Um dos principais agentes do desmatamento é o homem. Temos nos últimos anos invadido o meio ambiente em diferentes escalas e velocidades, o que resulta na degradação de biomas. Além de lançar na água, no ar e no solo substâncias tóxicas e contaminadas, o homem também agride o ambiente destruindo matas.

Muitas florestas naturais já foram derrubadas para dar lugar a estradas, cidades, plantações, pastagens ou para fornecer madeira. No processo de desmatamento, primeiro são retiradas as madeiras de árvores nobres, depois as de menor porte e, em seguida, toda a vegetação rasteira é destruída. As queimadas também são causas de destruição de matas. Elas acabam com o capim e a cobertura florestal que ainda sobrou da degradação. Dos 64 milhões de km² de florestas existentes no planeta, restam menos de 15,5 milhões, ou cerca de 24%. Isso quer dizer que 76% das florestas primárias já desapareceram. Com exceção de parte das Américas, todos os continentes desmataram muito. Dos 100% de suas florestas originais, a África mantém hoje 7,8%, a Ásia 5,6%, a América Central 9,7% e a Europa Ocidental – o pior caso do mundo – apenas 0,3%. O continente que mais mantém suas florestas originais é a América do Sul, com 54,8%. Segundo os institutos que controlam a questão são desmatados cerca de 21 mil km² por ano no Brasil, o que representa um Estado de Sergipe de floresta no chão.

A Mata Atlântica foi à principal vítima do desmatamento florestal no País e hoje tem apenas cerca de 7% do que seria seu território original. Ela é reconhecida como o bioma brasileiro mais descaracterizado.

Já o cerrado brasileiro perdeu 48,2% da vegetação original. Hoje são desmatados cerca de 20 mil km² por ano, principalmente no oeste da Bahia – na divisa com Goiás e Tocantins – e no norte de Mato Grosso. As áreas coincidem com as regiões produtoras de grãos, de carvão e pecuária.

A floresta amazônica brasileira permaneceu praticamente intacta até os anos 1970, quando foi inaugurada a rodovia Transamazônica. A partir daí, passou a ser desmatada e surgiram as explorações ilegais. Como a maior floresta tropical existente, ela é uma das grandes preocupações do mundo inteiro. O desmatamento da Amazônia provoca impacto na biodiversidade, na redução do volume de chuvas e contribui para a piora do aquecimento global. Fiscalização efetiva, diminuição da corrupção, aplicação de formas sustentáveis de exploração econômica nas regiões, urbanização planejada, engajamento das populações tradicionais são ações eficientes e efetivas no combate ao desmatamento.

O Lacuca empenhado em manter aceso todos os tipos de informações que possam transforma-se em ações práticas de sustentabilidade e manejo das florestas, desenvolve um projeto visando agregar valores e conhecimentos para assuntos pertinentes à questão, sua importância, impacto influencia em nossas vidas. Segue abaixo descritas as palestras e fóruns sugeridos.

 

                    Temas propostos para fóruns e palestras

 

A importância da Preservação


Causas do desmatamento

Efeitos do desmatamento

Maneiras de reduzir o desmatamento e reparar os danos

A questão do desmatamento no Brasil

Prejuízos do desmatamento

Veja todos os artigos sobre Desastres ambientais

Quando o desmatamento for inevitável

    

 

 <<Voltar